quinta-feira, 25 de setembro de 2008

NAS TUAS MÃOS



Nas tuas mãos deixei o meu toque de cristal

O brilho que as cobre dei-to eu

É o legado que te faço do meu dom

Que jamais alguém há-de apagar

Todas as mãos que agora tocares

Vão sentir o frio da dor que me deixaste

É a tua herança eterna

Nesta e em cada vida que virá.

7 comentários:

kris disse...

o frio da dor que hoje sentes, amanhã terá desaparecido

Morgana disse...

Kris

Eu sei...mas é um frio que nada aquece, nada consola...

Me Hate disse...

Se amanhã já não o sentires... nem tudo vai mal... os outros sabem sempre mais!

Ana Meca disse...

me hate
Sem resposta!!!

Morgana disse...

E agora me hate a resposta
Ninguém sabe de nada sobre a dor dos outros, apenas tentamos consolar-nos para que seja verdade.
E por favor, não comentes os comentários dos outros, se quiseres comenta o que eu escrevo, porque sabes bem pra quem o escrevo, porque escrevo e com que angustia o faço

kris disse...

bem..eu mal sei p'ra mim...só tento pensar positivo..nada mais...

palavras de consolo todos nós gostamos de ouvir..ou ler neste caso...

Morgana disse...

Kris
Por favor não ligues a estas patetices.
É bom ouvir uma palavra de consolo...
Volta sempre, eu gosto que venhas, quem não tem nada a dizer que se cale.

Beijos

Ana