terça-feira, 9 de setembro de 2008

O CAMINHO


Para Avalon, a minha lenda perdida, te levarei um dia.
O manto velando o teu sono perfeito na travesia do lago.
Enterrarrás nas águas sagradas a tua espada de dor.
E no meu corpo repousarás para sempre.
Irmã...Amiga...Amante...
Sou Morgana
Já não Deusa...
Nem sei se Fada!
Sou o espectro das ilusões de outrora
Na noite que se adensa à minha volta.
A minha voz rouca já não a ouvem os barqueiros!
Os meus braços erguidos já não dissipam a bruma!

Sem comentários: