sábado, 13 de setembro de 2008

SE O LUAR


Se o luar me cegasse como os teus olhos fizeram...
Porque me olhas-te um dia com olhos de ver por dentro
E me disseste com eles o que a boca não dizia
Me nasceram asas de espanto onde antes nada havia.
Pena a pena as fui perdendo nas tuas palavras de vento
Guardo-as nas mãos cerradas à espera da calmaria
De poder lançá-las na terra e esqueçar porque as queria.
Se o luar me cegasse como os teus olhos fizeram...

4 comentários:

B. disse...

Que lindo!
Setembro não me faz feliz em nenhum dia. E agosto é o mes do desgosto. Resta esperar outubro, com esperança de que tudo melhore.
Beijos!

Morgana disse...

B.
Também para mim Agosto tem sido ao longo da vida, e quando ela assim o decide um mês de desgosto.Também pela mesma razão houve Setembros de não ser feliz. Estou assim de novo porque talvez em Outubro traga a esperança...que chega cada vez mais tarde!

Beijos

Mél disse...

Lindo. Gostei mt do poema. *****

Morgana disse...

mél...
Obrigada.
Preferia estar a escrever palavras menos verdadeiras...mas estas vêm directas do coração...infelizmente.