segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

ENTRE O CEU E A TERRA


Nascem-me asas de borboleta, que as fadas escolhem as asas com que voam!
Dos verdes e azuis alagados apetece-me fugir.
Escolho a noite misteriosa, procuro as estrelas mais distantes.
As vermelhas, as que morrendo, vão criar novos brilhos no céu.
Escolho um rumo, bato as asas num impulso e parto.
Por mim passam, num afago, sombras que não conheço.
Roçam as minhas asas, toques leves, como palavras murmuradas.
Não paro, não quero ouvir, quero estar só.
Somente eu e as cores rodopiantes do Universo.
Em espiral, num crescendo fulgurante, abre-se um caminho.
Degraus de fumo, desfazendo-se à medida que subo, em voo lento.
Há uma brisa melódica que me chama, um acenar de mãos imprecisas.
Não olho para trás, sei que lá longe, o meu corpo jaz na terra iluminada.
Em frente, um outro mundo, um arco-íris de olhos brilhantes.
Sinto o convite, como quem ouve chamar por si.
É aí que paro, não quero ir além do conhecido, não agora, não ainda.
Serenamente pairo, até sentir-me impregnada pelo mistério.
Então regresso, sem pressa, trazendo comigo a cor, a luz e o brilho.
Que aqui onde me encontro é que quero estar.
Aqui onde estou é que sou cor, sou luz e sou brilho.

10 comentários:

SunRise <3 disse...

Por vezes avançar pode não ser aquilo que mais desejamos ! Ha' que tentar fazer do Presente a Perfeição até ao ultimo instante ! :D

BeijinhO**

simplesmenteeu disse...

"toques leves" que se perdem na noite...(ou talvez não...)
caminho que rasga a luz... melodia que vence o silencio... pulsar...(descompassado...)
As flores dizem que o tempo de primavera é breve. Mas há o tempo da vindima e do mosto...
Tudo em ciclos...Celere umas vezes, arrastante outras...mas num saborear que se prolonga e alonga...
"serenamente pairo"...não é chegado o momento!...ou a voz e o eco não acertam...

Beijos

Morgana disse...

Sunrise

Por vezes o presente é tão imperfeito que apenas desejamos o futuro próximo e rápido.

Um beijo

Morgana disse...

Simplesmenteeu

Quando as almas comversam...o caminho é de luz...e mais tarde ou mais cedo, a voz e o eco passam a ser imagem e reflexo...

Beijos

Anne disse...

Bah! belo texto.....simplesmente amo borboletas....
www.pacadoenaoamar.blogspot.com

simplesmenteeu disse...

"Quando as almas comversam..." é porque falam a mesma linguagem dos sentidos... e gostam de voar nas palavras...
Contam segredos que ninguém mais conhece...e são toque e beijo...

Beijos

Mél disse...

Amei o texto. As palavras fluem facilmente e é tão fácil compreender cm te sentes.
Voa e brilha! :)
*****

Morgana disse...

Mél

Escrevo como quem fala com a voz do vento, sussurrando às flores, segredos que não se querem perder!

Voando procuro o brilho que sei!

Beijos

Morgana disse...

Simplesmenteeu

Todas as palavras trocadas em voos de alma contêem o toque...o beijo..o lamento dos sentidos por cumprir...

Beijos

Morgana disse...

Anne

Obrigada
As borboletas são as sombras visíveis das fadas...
:)

Beijos