quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

GUARDIÃ


"Um passo. Um curto passo. E basta abrir as asas.
Guardiã do dia. Senhora da noite. Não pares de sonhar.
É no teu sonho que acordo, me elevo, cresço e me perco.
De mim arranco e pele real da mágoa e da pena.
Contigo me cubro do brilho perfeito da água e do vento."
"Sim, respondeu a Senhora, sim.
Abro contigo as minhas asas e voaremos juntas.
Na noite sem lua, a caminho das estrelas.
Voltaremos ao primeiro raio da manhã.
Ao amanhã em que seremos fogo da mesma chama."

5 comentários:

simplesmenteeu disse...

Despida a magoa, as asas cortam o espaço e o tempo...
Brilham no silêncio da noite, como se as próprias estrelas voacem nelas...
Na linha do amanhecer, uma pequena chama, dormita enquanto espera...
Beijos

Morgana disse...

Simplesmenteeu

... as asas cobertas de estrelas e o sol a tentar acordar a pequena chama dormente das magoas desnudadas...

Beijos

Mél disse...

Brutal texto "Voltaremos ao primeiro raio da manhã.
Ao amanhã em que seremos fogo da mesma chama." Brutal...
Prendinha e desafio no meu blog.
Beijinhos*****

Morgana disse...

Mel

Obrigada...

Vou buscar o mimo e o desafio.

Beijos

Morgana

Anónimo disse...

por favor, alguém sabe informar o e-mail da FADA MORGANA? se souber, envie para sarabbk@terra.com.br
obrigada